Você está aqui: Página Inicial / Desempenho

O desempenho é decorrente dos esforços empregados e os resultados obtidos. Assim, o Planejamento Estratégico no contexto do setor público está intrinsicamente ligado à capacidade de uma organização pública de apresentar resultados concretos para a sociedade, bem como, na capacidade de se auto-organizar, se reavaliar, de reagir rapidamente às mudanças, realinhando as estratégias para ofertar tempestivamente melhores serviços públicos à população.

Por isso, KAPLA e NORTON (1997) orientam para que o Balanced ScoreCard (BSC) seja empregado juntamente com processos gerenciais que permitam um aprendizado por meio de uma análise de dados sobre a estratégia, possibilitando uma reflexão por parte dos gestores sobre novas oportunidades nos direcionamentos do planejamento estratégico.

Dessa forma, o papel do Balanced Scorecard (BSC) é de atuar como elemento de coesão, possibilitando a execução de processos que integram a gestão operacional e a estratégica, e assim permitir que se monitore o progresso da estratégia no tempo.

Nesse contexto, o desempenho é medido sob a ótica das perspectivas do BSC, em uma estrutura lógica de causa e efeito, na qual interagem os vetores de desempenho e as medidas de resultado (indicadores).

Então, o Desempenho Estratégico é resultante dos esforços empreendidos nos projetos e programas prioritários e pelos resultados obtidos no conjunto dos Objetivos Estratégicos da organização. Esse desempenho precisa ser percebido pela sociedade por meio de acesso a novos ou melhores serviços ou produtos.

Importante também destacar que essa percepção de valor gerado pelo Desempenho Estratégico depende de uma comunicação sistemática, transparente e diretiva, que se traduz, a partir da Visão e da estratégia, em um conjunto de Indicadores de Desempenho.

Portanto, o desempenho de uma organização se avalia pelos processos de comunicação da estratégia adotados, bem como pelos resultados alcançados. Comunicar bem a estratégia favorece o comprometimento de todos os atores, sejam eles externos ou internos, de forma que a perseguição por resultados se torne profissional e cíclica, fortalecendo o aprimoramento das políticas públicas.

No âmbito da Estratégia MCTIC 2020-2030, o monitoramento e avaliação da estratégia será realizado por meio do estabelecimento, acompanhamento e análise crítica de indicadores de resultados e esforços associados a cada um dos Objetivos Estratégicos, de forma a verificar continuamente se esse órgão está cumprindo sua missão e caminhando na direção de sua visão.

As informações relativas ao desempenho dessa Estratégia serão amplamente comunicadas nessa Página e também por meio de outros canais de comunicação.

Fique atendo! Informe-se e participe junto com sua unidade dessa Estratégia!

“Não se pode administrar o que não se pode medir!” Morris A. Cohen.